Pesquisar este blog

terça-feira, 25 de dezembro de 2007

Aniversário do Grupo de Caça

Estou um pouco atrasado para escrever sobre o evento mas acho que ainda dá tempo. É que vida de Editor de site que trabalha e tem filhos só começa depois das 23:00 e muitas vezes termina quase na hora de ir trabalhar. Mas isto é papo para outra hora.

O que eu queria dizer é que a festa foi realmente muito interessante, e o mais emblemático de tudo foi a reunião dos cinco pilotos ainda vivos. Infelizmente nem todos nas melhores condições de saúde, porém como bravos que são, estiveram lá para abrilhantar o evento.

O primeiro que encontrei foi o Rocha. O encontrei dentro do hangar do Zepellin sendo conduzido pelo Sgt. Nascimento à sala de autoridades. Parei para falar com ele, e como sempre nos emocionamos, pois sempre falamos da saudade que temos do meu pai. Ele me disse que apesar dos problemas de saúde que está enfrentando, vir a Santa Cruz para ele é sempre revigorante.


Depois foi a vez de encontrar o Rui Moreira Lima e o Meira lá na sala de autoridades. Os dois ainda em forma e sempre atenciosos e solícitos. O Rui me chamou para um "particular" para esclarecer uma falsa informação que lhe passaram sobre o "Sentando a Pua!". Alguém foi dizer ao Rui que eu havia publicado um vídeo onde ele falava assuntos reservados com pilotos de caça da atualidade. Tratei logo de esclarecer o "imbroglio", e lhe disse: "Acha mesmo que eu sou doido de publicar um negócio deste sem antes te consultar? Os únicos vídeos que publiquei do picadinho foram as canções Pó-Pó-Pó, Afinal e Casados e Solteiros." Desfeita a confusão nos juntamos aos demais Veteranos que começavam a chegar.

Desta feita era o Correia Netto que chegava à sala de autoridades, acompanhado pelos filhos, e assim como o Rocha, em uma cadeira de rodas. O Correia Netto de todos foi o que mais me pareceu cansado ao longo de todo o evento. Mas o guerreiro que passou por tantas agruras como prisioneiro de guerra, mostrou que tem garra, durante a cerimônia no Monumento ao Xavante ele saiu da sua cadeira de rodas e juntou-se aos velhos avestruzes Rocha (também de pé), Meira, Rui e Miranda Corrêa para sair na foto histórica da inauguração do monumento.

Foi exatamente no Monumento ao Xavante que encontrei o último dos Veteranos pilotos que faltava. Aliás foi neste momento que fui apresentado ao Miranda Corrêa. Como ele vive fora do Rio e raramente vem aos almoços mensais, tive poucas oportunidades de ter contato com ele.

Pronto! Estavam mais uma vez reunidos os cinco avestruzes guerreiros que, junto aos demais avestruzes de apoio, abrilhantaram a festa do 1º Grupo de Caça na Base Aérea de Santa Cruz.


SENTA A PUA! BRASIL!

Um comentário:

almeidass disse...

Olá Luis Gabriel. Tive a grata surpresa de encontrar o seu Blog por acaso (estava procurando sobre o programa "Voar" do Edgard Mello Filho) e fiquei muito feliz com o achado.

Li seu texto sobre o aniversário do grupo de caça, mas não entendi a ausência do Major John Buyers, Oficial de ligação da FAB-350th.

Ele está bem de saúde, morando perto de Maceió hj em dia, inclusive tendo lançado recentemente um livro sobre o 350th. Há alguma razão para ele não ter comparecido?

Grande abraço,

Rogério Almeida